fbpx

Arquitetura da Informação

Arquitetura da Informação

Construir e manter um site é um processo contínuo.
Um site requer aprendizado constante do webmaster, pois a Internet se transforma rapidamente.
Para realizar um bom trabalho na web, não basta terminar o projeto e abandoná-lo a própria sorte, é preciso melhoria contínua nos serviços e nas informações contidas no site.
Para auxiliar os desenvolvedores da web, nesta seção, disponibilizamos algumas dicas fundamentais para um bom design e organização de um site.

Arquitetura da informação ou A.I. é uma fase de pré-projeto para desenvolvimento de sites ou estrutura digital que proporciona informações e possibilidades de interação com o usuário.
A principal característica da A.I. é o foco no usuário, buscando a satisfação e conforto.
Para isso, são utilizados padrões de desenvolvimento de conteúdo para que não haja barreiras entre a busca, entendimento e uso.
O objetivo da Arquitetura da informação é estruturar e organizar as informações para que o usuário compreenda e encontre as informações que necessita de forma fácil e eficaz.

 

arquitetura da informacao

 

Introdução
A arquitetura da informação é um dos fatores mais importantes em um site.
Esta arquitetura é que determina a disposição do conteúdo na página e a estratégia de navegação do internauta.
Por isso, antes de pensar em layout e efeitos especiais é preciso dar uma atenção especial ao que se pretende colocar no site e como isto será feito.
Seções ou canais
Separe o conteúdo do site pelas áreas de interesse do assunto, objetivos e ações do usuário.
Quanto mais claras as seções, mais intuitiva e fácil será a navegação pelo site.

 

Navegação
A navegação é o recurso que permite ao visitante do site chegar ao conteúdo desejado, portanto deve se ter uma atenção especial neste item.
Procure seguir algumas recomendações:

  • Organize a navegação por ordem de importância, ou seja, quais seções você acredita que terão maior atenção de seu visitante.
    Depois pense como – o usuário irá de uma seção para outra.
  • Como ele pode voltar para uma página que o interessou, etc..
  • Abuse dos links contextuais – aqueles que estão no meio dos textos, e que levam para outras páginas.
  • Não faça do menu principal a única forma de navegação pela sua home page.
Compartilhe esta matéria
  


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.